03 março 2019

Yang Hyun Suk divulga documentos refutando as afirmações que YG tenha destruído evidências contra Seungri


Yang Hyun Suk, pessoalmente, deu um passo à frente para responder às alegações de que a YG Entertainment destruiu provas relacionadas ao incidente de Seungri com Burning Sun.

A YG Entertainment divulgou um comunicado denunciando as acusações após o relatório inicial, e Yang Hyun Suk forneceu agora mais documentação. Em 3 de março, ele compartilhou uma série de fotos em sua conta pessoal no Instagram com a legenda "Espero que isso ajude a corrigir informações erradas".

Seguindo uma captura de tela de artigos alegando que a YG Entertainment havia contratado um serviço de destruição de documentos para destruir evidências relacionadas a Seungri, Yang Hyun Suk escreveu: “Eu investiguei porque estava curioso. Este é um processo que fazemos a cada três meses/para cada trimestre. Normalmente, notificamos nossos funcionários 10 dias antes que isso aconteça. Após as alegações relatadas, entramos em contato com a empresa e os documentos em questão não foram triturados e estão sendo armazenados em um depósito. Espero que isso ajude a corrigir a desinformação”.

Ele então compartilhou o aviso enviado em 18 de fevereiro a todos os funcionários da YG Entertainment sobre a mais recente coleção de materiais, que ocorreu em 28 de fevereiro. Ele então compartilhou documentação adicional mostrando como o processo era um assunto regular.

Por fim, ele compartilhou uma captura de tela de um aviso escrito pela equipe de gerenciamento de ativos declarando que eles solicitaram que a empresa mantivesse o material coletado em 28 de fevereiro sem destruí-lo, a fim de minimizar quaisquer mal-entendidos que pudessem ocorrer. De acordo com o aviso, o material é atualmente lacrado e armazenado em um depósito.




A nova documentação compartilhada por Yang Hyun Suk é em resposta às alegações feitas em 28 de fevereiro de que a YG Entertainment estava tentando destruir evidências chamando um serviço de destruição de documentos.

Fonte: (1)

0 comentários: