11 março 2019

Polícia responde as novas acusações envolvendo o Seungri e um chat sobre filmagem ilegal.


A polícia respondeu às últimas alegações de Seungri, do BIGBANG, e de seu envolvimento no compartilhamento de imagens e fotos tiradas ilegalmente.

Em 11 de março, a SBS funE informou exclusivamente que imagens e fotos de câmeras escondidas eram compartilhadas em uma sala de bate-papo que incluía Seungri, outros dois cantores homens e outros. O relatório afirmou que havia aproximadamente 10 casos em que as imagens e fotos que foram tiradas ilegalmente foram compartilhadas na sala de bate-papo.

Em um exemplo, Kim, um conhecido de Seungri que ajudou o ídolo em seu negócio de restaurantes e também trabalhou no Club Arena, postou um vídeo e fotos de um homem e uma mulher fazendo sexo em 9 de janeiro de 2016.

Em resposta, a Agência da Polícia Metropolitana de Seul declarou: “Nós já estamos sabendo das alegações de Seungri [e outros] compartilhando imagens de câmera escondidas e fotos [na sala de bate-papo]. Estamos atualmente verificando os detalhes [sobre as alegações].”

Min Gab Ryong, o chefe da Agência Nacional de Polícia, também comentou sobre o caso em geral em uma coletiva de imprensa que ocorreu na manhã de 11 de março. Ele disse: “Mesmo se Seungri se alistar, a polícia não pode o retirar da investigação. Continuaremos investigando consultando o Ministério da Defesa Nacional. ”

Quando perguntado se o investigador principal [no caso] vai ser transferido para a promotoria militar, chefe Min Gab Ryong respondeu: “Houve casos no passado em que a polícia poderia continuar com a investigação se um caso foi considerado importante e precisa de investigação pela polícia. ”

Ele concluiu: "Teremos que considerar maneiras diferentes [de investigação] antes que Seungri se alistar como parte do procedimento, mas a polícia continuará a investigar depois de consultar o Ministério da Defesa Nacional."

Seungri está definido para se alistar no dia 25 de março.

Fonte: (1)

0 comentários: