11 março 2019

Polícia confirma a existência do chat em que Seungri é acusado de promover serviços de acompanhantes sexuais.


As alegações de vários crimes nos clubes de Gangnam, que começou com as denúncias do Burning Sun, foram transferidos ao clube Arena. A Polícia Metropolitana de Seul anunciou no dia 10 desse mês que eles anunciaram Seungri (nome real Lee SeungHyun) do Big Bang, suspeito nas acusações de ter promovido encontros sexuais para um grupo de investidores estrangeiros em um clube popular em Gangnam, Arena. No dia 26 do mês passado, a SBS funE levantou suspeitas que Seungri teria usado o clube para entreter investidores. A mídia se baseou na relação entre Yuri Holdings e Seungri no final de 2013, e diz obter um conversa do Kakao Talk entre Seungri, o líder da Yuri Holdings e seu funcionário Kim Moo-gae, que estava preparando o evento.

A polícia confirmou que a conversa não foi fabricada, o que tornou Seungri um suspeito. Um oficial de polícia disse, "Depois de analisar o conteúdo da conversa no Kakao Talk, foi confirmado que a sala de bate-papo realmente existiu e que a conversa não foi fabricada". Anteriormente, Seungri explicou que essa conversa no Kakao Talk era manipulada. Com o intuito de confirmar a suspeita contra o Seungri sobre serviços sexuais, foram enviadas cerca de 20 pessoas da universidade de Gwangsoo Dae além de um investigador e um agente de análise digital para o clube Arena em Gangnam e foram confiscados vários documentos e hard disks de computadores.

Polícia também está investigando a situação do Clube Arena devido a evasão fiscal. A Delegacia de Polícia de Gangnam, em Seul, que foi acusada de evasão fiscal no valor de US $ 15 bilhões no ano passado, indiciou mais de dez pessoas, incluindo Kang, suspeitos de administrar mais de dez estabelecimentos de entretenimento na área de Gangnam.

De acordo com o relatório de Hankyoreh, a polícia obteve arquivos de computador contendo o conteúdo de "XX, 10.000 won, escritório de impostos","XXX, 10,000 won, Corpo de Bombeiros", etc. No entanto, é relatado que o governo não foi capaz de realizar uma investigação completa sobre suborno. já que não inclui a data em que o dinheiro foi recebido ou o dinheiro foi entregue. A Delegacia de Polícia de Gangnam invadiu a Secretaria Regional de Finanças de Seul na terça-feira e entregou documentos preparados durante a investigação fiscal, e cinco investigadores estão investigando a apreensão.

FONTE: (1)

NOTA: A confirmação da polícia foi das mensagens sobre as denúncias de fornecer serviços de prostituição (2) e NÃO sobre o suposto chat para compartilhamento de vídeos e fotos tiradas ilegalmente. 
A polícia apenas confirmou a existência do grupo, mas ainda NÃO confirmou a participação de Seungri e dos demais envolvidos, por isso foi mudado e status de Seungri para suspeito para a polícia poder fazer a busca e apreensão dos documentos necessários para confirmar a participação dos envolvidos, como já estamos cientes.
Esse artigo foi lançado ontem, antes do comunicado de Seungri e as novas alegações da SBS funE (3)
Fabricação é quando alguém cria uma conversa, a polícia agora se houve manipulação.

0 comentários: