13 março 2019

Comissário Geral da Polícia da Coreia Revela Planos Para Investigação da Corrupção na Corporação


Em 14 de março, Min Gap Ryong, Comissário Geral da Agência Nacional de Polícia da Coréia, participou de uma reunião para o Conselho de Administração Pública e Segurança da Assembléia Nacional. Durante a reunião, ele revelou outros planos para investigar os supostos laços entre a polícia e várias controvérsias envolvendo o clube Burning Sun.

O Comissário Geral declarou: “Garantiremos aos cidadãos o direito de conhecer e garantir a transparência e a justiça da investigação. Além disso, não apenas investigaremos as suspeitas de corrupção pela polícia, mas também faremos a inspeção interna e condenaremos aqueles que forem confirmados por terem cometido crimes, independentemente da classificação. No final, anunciaremos os resultados finais ao público ”.

Além disso, o Comissário Geral também revelou que eles vão acolher uma investigação a nível nacional. Ele explicou: “[Vamos investigar] não apenas os clubes do distrito de Gangnam, mas também os de organizações semelhantes em todo o país. A fim de erradicar a fonte de todos os atos absurdos, nós organizaremos uma extensa investigação em todas as direções em relação a questões como drogas, abuso sexual, captura e compartilhamento de vídeos com câmeras escondidas e conexões com a polícia ”.

Min Gap Ryong continuou: "Ao implantar todos os policiais capazes, vamos retirar a raiz do clima anti-social que instiga o crime e atividades ilegais em sua totalidade."

Ele concluiu: “Não nos esqueceremos de que a polícia é cidadã fardada e cumpriremos nossa missão como guardiões da segurança e dos direitos humanos. Com uma comunicação sincera e a aplicação da lei de bom coração, ganharemos a confiança dos cidadãos um passo de cada vez.”

No dia anterior, o Comissário Geral reconheceu a possibilidade de policiais de alto escalão do passado cometerem abuso de poder ao proteger as celebridades reveladas em uma sala de bate-papo, incluindo Seungri e Jung Joon Young.

Fonte: (1)

0 comentários: