04 fevereiro 2019

Noticiário da MBC revela depoimento de uma vítima de abuso sexual no Burning Sun

📆 1 de fevereiro de 2019

Em 31 de janeiro, o noticiário da MBC revelou o depoimento de uma mulher que foi vitima de uma homem tailandês no Burning Sun.




A vítima, Sra. Kim que aparece no vídeo tem 20 anos e relatou mês passado ter bebido um uísque  oferecido por um homem tailandês no Burning Sun, o homem continuou a lhe servir água, após ter tomado cerca de 3 a 4 copos de uísque (o que garante ser muito menos que o seu limite usual). Ela relata que ficou inconsciente.

Quando ela acordou, relata que estava em um hotel sendo violentada pelo homem. Em seus exames médicos, foram confirmadas lesões no pescoço, peito e danos vaginais. Ela continuamente vomitava e sentiu mal estar após o ocorrido. Ela implorou para o homem deixá-la ir para casa e depois de sair do hotel, foi para casa do seu namorado e relatou à polícia. A polícia perguntou se a vítima tinha suspeitas de ter sido drogada e ela concordou em fazer um teste de drogas. O teste de drogas deu negativo.

Mais tarde o noticiário explica que há uma droga sendo usada em bebidas de mulheres em clubes noturnos, uma droga chamada GHB que é extremamente prejudicial, as vítimas caem inconscientes em 10-15 minutos após ingerir e não lembram nada do que aconteceu. Esta droga já é amplamente conhecida entre os clubes de Gangnam.

Um dia após a notícia sobre o Burning Sun ser transmitido pela emissora, foi ao ar imagens de uma conversa no Kakao Talk sobre um possível vendedor da droga e empregado em um clube noturno de Gangnam. A mensagem dizia: “Como isso se tornou um problema, a venda de drogas de estimulação feminina será interrompida por enquanto. Pedimos que todos fiquem quietos e não usem a droga”.

Uma segunda vítima também dá o seu depoimento, ela também tem cerca de 20 anos de idade. Ela relata que após festejar no Burning Sun, ela foi até a casa de um dos funcionários. O funcionário havia dito que os amigos não poderiam se juntar à eles, mas eles poderiam apenas beber cervejas. A moça adormeceu e também relata ter sofrido violência sexual, não apenas do funcionário, mas também de outro homem que não conhecia.

O noticiário explica que os ambos casos exibidos que aconteceram no Burning Sun foram transmitidos pela força dos últimos acontecimentos envolvendo a boate e que o caso poderia chamar atenção da polícia para começar a investigar o uso das drogas e violência sexual nas casas noturnas do bairro. No entanto, o Burning Sun é apenas um deles. Os casos, que são inúmeros, estão acontecendo em todos os clubes de Gangnam.

0 comentários: