04 fevereiro 2019

Polícia dá declaração oficial sobre caso de agressão no Burning Sun

📆 29 de janeiro de 2019

A Polícia Metropolitana de Seul fez uma declaração oficial sobre o caso que aconteceu no clube Burning Sun.

De acordo com Kim, a suposta vítima, ele foi agredido pelo CEO do clube (Mr. Jang) em 24 de novembro passado, mas foi preso como agressor quando a polícia chegou ao local. Em 28 de janeiro, o “News Desk” da MBC, revelou uma filmagem das câmeras de segurança de vários seguranças do clube batendo no rosto e do estômago de Kim. Algumas das lesões que o Sr. Kim sofreu incluíram três costelas quebradas, o que levaria cinco semanas para cicatrizar completamente.

Em 29 de janeiro, a Polícia Metropolitana de Seul declarou, por meio de um comunicado oficial à imprensa: “Quando chegamos ao local, o Sr. Kim estava excessivamente emotivo e se recusou a revelar suas informações pessoais. Estávamos tentando verificar se ele realmente havia sido agredido pelo seguranças e causado algum tipo de pertubação, mas o Sr. Kim continuava a causar comoção. A razão pelo qual ele foi preso foi por obstrução aos negócios, entre outras razões”.

Eles também afirmaram: “Garantimos que estamos em processo de investigar as câmeras de segurança das áreas vizinhas. Também ligamos para o Sr. Jang para que ele seja investigado. Estamos fazendo toda a investigação do caso, ouvindo todos os lados, incluindo declarações de um representante do clube e sua contra-acusação. O Sr. Kim está atualmente se recusando a ser investigado”.

Eles concluíram: “Vamos fazer uma investigação cuidadosa e meticulosa para garantir que ninguém seja falsamente acusado”.

Enquanto isso, em 29 de janeiro, o Sr. Kim apresentou uma petição do governo no site da Casa Azul, pedindo que investigassem minuciosamente o caso e divulgassem a verdade. Mais de 90.000 pessoas já assinaram a petição.


Fonte: Soompi

0 comentários: